E24
Forjães

Esposende: Exigia dinheiro à mãe e atirava-a contra fogão. Caso em Forjães

Por decisão do Ministério Público no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Procuradoria da República de Braga, mais especificamente na secção única de Barcelos, foi formalmente apresentada uma acusação contra um indivíduo do concelho de Esposende por crime de violência doméstica agravado por reincidência.

O arguido, cujas ações remontam a junho de 2023, é acusado de agravar os comportamentos abusivos já existentes desde 1994 contra a sua mãe, nascida em 1951, com quem reside em Forjães, Esposende.

Segundo o Ministério Público, os atos incluíam insultos diários e exigências de quantias monetárias sob ameaça de violência física.

Os indícios apontam que em 19 de novembro de 2022, a vítima foi obrigada a pernoitar fora de casa devido ao comportamento agressivo do acusado, que expressava intenção de destruir a residência.

Além disso, entre os dias 12 e 15 de junho de 2023, a vítima teria sido insultada e empurrada contra um fogão pelo arguido.

No dia 8 de setembro de 2023, a idosa buscou refúgio em um estabelecimento comercial após o arguido proferir insultos gritantes, alegadamente por não ter preparado o jantar a tempo.

O arguido está atualmente sob custódia preventiva aguardando o desenrolar do processo judicial.

Este caso destaca a persistência e gravidade dos atos de violência doméstica, reforçando a importância do combate a esse tipo de crime e da proteção das vítimas.

A audiência subsequente definirá os próximos passos deste processo, visando garantir a justiça e a segurança das partes envolvidas.

O Ministério Público permanece comprometido em responsabilizar aqueles que cometem atos de violência doméstica e em promover um ambiente seguro para todos os cidadãos.

 

 

 

Publicidade