E24
FC Famalicao jogo cancelado

Futebol: Falta de Polícias cancela o jogo entre FC Famalicão e Sporting CP

O jogo entre o FC Famalicão e o Sporting CP foi cancelado devido à falta de policiamento.

Inicialmente previsto para as 18h00, o jogo acabaria adiado para as 19h00 por falta de Polícia.

Entretanto fonte do E24 adiantou que o jogo foi mesmo cancelado. Não se sabe de nova data.

Recorde-se que as forças policiais estão em protesto desde há um mês para cá.

Hoje vários PSP destacados meteram baixa médica.

De referir ainda que na zona envolvente do Estádio Municipal de Famalicão houve confrontos entre claques do “Fama” e núcleos sportinguistas.

Há um ferido grave e cinco ligeiros.

Entretanto a Liga Profissional de Futebol emitiu um comunicado a repudiar “os incidentes ocorridos hoje no exterior do Estádio Municipal de Famalicão, enquanto os adeptos de FC Famalicão e Sporting CP aguardavam pela abertura de portas para acederem ao interior do recinto, atrasada pelo facto de os agentes destacados para o policiamento do jogo, não terem comparecido no estádio”.

A Liga Portugal referiu ainda no comunicado que as autoridades garantiram “todas as condições de segurança para a realização da partida”, tendo a Liga Portugal sido “surpreendida, em cima da hora do encontro, com a informação de que os agentes destacados para o FC Famalicão- Sporting CP teriam, como forma de protesto, alegado baixa médica para não marcarem presença no local”.

“A Liga Portugal e os Clubes, que anualmente despendem milhões de euros para garantir a segurança nas competições profissionais e estão totalmente empenhados em promover o regresso das famílias aos estádios, não admitem que o Futebol seja, em virtude da sua enorme visibilidade, instrumentalizado para a resolução de assuntos com os quais não tem qualquer relação, colocando em causa não apenas o normal desenrolar das competições profissionais mas também a preparação da participação internacional dos Clubes presentes em provas da UEFA e, mais grave, a segurança dos adeptos que pretendem assistir aos jogos”, aponta a Liga.

“A Liga Portugal exige ao Governo, em especial ao ministro da Administração Interna, a instauração de um processo de inquérito com caráter de urgência, de forma a apurar responsabilidades pelo sucedido, em defesa dos adeptos e das famílias, e informa que exigirá também, nas instâncias próprias, ser ressarcida pelos danos provocados por ações irresponsáveis às quais é totalmente alheia”, refere ainda a Liga.

 

 

Publicidade