E24

Braga: Música d´Ponte traz mais de uma dezena de concertos ao Mosteiro de Tibães

No próximo fim-de-semana, 7 e 8 de Outubro, o Mosteiro de Tibães será palco da terceira edição do Festival Música d’Ponte, um evento cultural promovido pelo Município de Braga e organizado através da Palestra de Tons, com direcção artística dos músicos Rui Gama e Dora Rodrigues.

Ao longo dos dois dias, mais de uma dezena de concertos irão ecoar pelos vários espaços do emblemático Mosteiro, ocupando as várias salas, capela, igreja, auditório ao ar livre e espaços de recolhimento nos jardins.

No sábado, dia 7, depois de uma manhã dedicada às oficinas, a tarde começa com os concertos, a partir das 14h00, no Jardim do Abade, com o Quarteto Assai.

Neste concerto, propõe-se a apresentação da obra “Traduções” de Fernando Lapa, arranjo concretizado pelo próprio compositor para quarteto de madeiras, baseado numa obra já existente para quarteto de cordas e estreada pelo Quarteto Assai.

Segue-se pelas 15h30, na Sala do Capítulo, “Quantumone”, com Andrea Vettoretti. A música de Andrea Vettoretti interage com sons cósmicos no seu novo álbum. Os Pulsares, as estrelas mais antigas e o fundo cósmico juntam-se às suas composições para obter sugestões sonoras e emoções.

Os Cupertinos dão o concerto “Quae est insta?”, pelas 17h00, na Igreja do Mosteiro de Tibães. Neste concerto ouviremos obras de Filipe de Magalhães, Vicente Lusitano, G. P. da Palestrina, Diego de Bruceña. Pelas 18h30, a Sala das Cavalariças será palco do concerto “Duo Ellipsis”, com Alberto Cesaraccio, no Oboé, e Alessandro Deiana, na guitarra.

O primeiro dia do evento termina com “The Art of Song”, pelas 21h00, na Sala do Capítulo, com Rita Maria no canto e Filipe Raposo no piano.

No domingo, 8 de Outubro, destaque para o concerto final das oficinas d’Ponte Braguesa, Adufe e Coro, na igreja do Mosteiro, pelas 12h00. Às 14h00, na Sala do Capítulo realiza-se o concerto “Volta ao Mundo em 1h”, onde se abrirá as cortinas do espectáculo na Broadway do início do século XX, fazendo, logo de seguida, uma viagem histórica ao barroco alemão.

“Opus Duo Roteiro” é o concerto proposto para as 15h30, na Sala das Cavalariças. Constituído por Francisco Berény Domingues (guitarra) e Tiago Azevedo e Silvia (violoncelo), o duo foi formado em 2019 e já realizou em Paris, Trani (Itália), Florença (Itália), Lucerna (Suíça), e por diversas localidades em Portugal. Pelas 17h00, na Sala do Capítulo, será a vez do trio “Pasión Andaluza” apresentar um programa onde o leitmotiv é a música de raízes andaluzas, mas também incorpora obras simbólicas da literatura musical.

Segue-se, pelas 18h30, na Sala das Cavalariças, o concerto “2 Danças” com o duo Violino e Guitarra, dois músicos de topo da sua arte num programa que combina lirismo e virtuosismo.

O Festival Música d’Ponte encerra com o concerto “Fuga e Mistério”, pelas 21h00, na Sala do Capítulo. O concerto contará com dois solistas de renome internacional e a Orquestra Filarmónica de Braga, projecto que congrega na sua formação elementos maioritariamente jovens bracarenses, sob a direcção do Maestro Filipe Cunha.

O programa completo está disponível no portal do Município em www.cm-braga.pt

Publicidade