E24
RICARDO COSTA AEMINHO

Patrões do Minho querem “residências para trabalhadores” para fazer face ao problema da habitação

A Associação Empresarial do Minho defendeu hoje, durante a reunião do Conselho Estratégico da InvestBraga, a implementação de residências para trabalhadores como uma medida eficaz para lidar com a escassez de habitação e os crescentes custos em Braga e na região.

Diante do problema habitacional que afeta o país e, em particular, a região do Minho, a criação de residências para trabalhadores seria uma solução de impacto significativo.

“Esta questão tem sido uma preocupação desde a criação da nossa associação, mas não queríamos falar sobre ela sem apresentar uma solução concreta, o que é característico da nossa atuação na esfera pública”, esclareceu Ricardo Costa, presidente da Associação.

A construção de residências destinadas aos trabalhadores, em projetos que envolvam uma ou mais empresas, poderá resolver parte do problema habitacional, especialmente no âmbito dos ecossistemas empresariais.

“Há vários modelos possíveis para a implementação desses projetos, acreditamos que todos eles surgirão a partir da dinâmica empresarial. A criação de investimentos dessa natureza, com contratos de aluguel acessíveis, que poderiam até fazer parte da remuneração dos trabalhadores, é um caminho importante a seguir”, reforçou Ricardo Costa.

A ideia proposta durante a reunião do Conselho Estratégico da InvestBraga será impulsionada pela AEMinho, não com o objetivo de ser a executora direta, mas sim de criar as condições para que a comunidade empresarial a veja como uma ideia viável e aceite investir nesse sentido.

“A AEMinho não é uma empresa nem uma incorporadora imobiliária, portanto, não é nosso papel sermos os agentes ativos e executores dessa ideia. Nosso papel é criar um ambiente propício e um ecossistema empresarial para que ela se torne uma realidade, ou melhor, várias realidades”, concluiu Ricardo Costa.

Com essa proposta, a Associação Empresarial do Minho busca contribuir para solucionar o problema habitacional enfrentado em Braga e na região, ao mesmo tempo em que fortalece o ecossistema empresarial local.

A criação de residências para trabalhadores poderá ser uma medida efetiva para enfrentar esse desafio e garantir condições adequadas de moradia para os colaboradores das empresas da região.

Publicidade