E24

Precisa da Esposende Ambiente? Então não saia de casa e leia isto

A empresa municipal Esposende Ambiente (EA) restringiu ainda mais o atendimento e serviços depois de conhecidas as implicações da declaração do Estado de Emergência.

Segundo nota de imprensa enviada a este jornal, a EA, liderada por Paulo Marques, encerrou o atendimento ao público presencial e os serviços operacionais considerados «essenciais/prioritários e/ou urgentes» é que funcionam.

Paulo Marques explica que o objetivo é «salvaguardar a saúde dos trabalhadores e a saúde pública da comunidade».

«A empresa municipal restringe, ainda mais, desde ontem, a forma de prestação dos serviços públicos essenciais da sua competência e responsabilidade, para salvaguarda e garantia da sua prestação contínua e ininterrupta», afirma.

Desta forma o atendimento na EA para assuntos referentes a faturação, leituras e meios de pagamento são tratados via telefónica (253 969 380), e-mail (geral@esposendeambiente.pt) ou online através do balcão virtual em www.esposendeambiente.pt . Os restantes serviços estão encerrados.

Em termos de serviços só apenas casos urgentes, tais como falta de água e/ou falta de pressão, abertura ou fecho de água em situações de caráter urgente, fuga e avarias na rede de água em via pública, instalação, substituição e retirada urgente de contador, entupimentos na rede de saneamento em via pública e despejos urgentes de fossas.

De resto a EA refere que estão suspensos os serviços de recolha de resíduos volumosos e de resíduos verdes, «recomendando-se que os mesmos sejam acondicionados nas propriedades até à reativação dos serviços de recolha», aponta.

Relativamente à limpeza pública da cidade, será reduzida aos serviços mínimos.

Publicidade

error: O conteúdo está protegido!!