E24
hotel de braga

Braga: BE denuncia salários em atraso no Urban Hotel e questiona Governo

Hotel Urban Braga, situado na zona da estação da CP em Braga ainda não terá pago o subsídio de natal nem o salário de dezembro de 2023, segundo nota de imprensa do Bloco de Esquerda.

A denuncia foi feita hoje e os bloquistas de Braga pretende a intervenção do Governo e da ACT.

Os trabalhadores, são 14, e o sindicato, dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte, refere que a sociedade Pátios da Foz, Lda, que explora este hotel, está com pagamentos em atraso.

Desespero dos trabalhadores

“Os trabalhadores estão desesperados com a situação”, afirma o sindicato em comunicado, acrescentando que “num quadro social difícil, em que os preços dos bens de primeira necessidade aumentam todos os dias e vão continuar, em que as rendas das casas e as prestações bancárias da habitação sobem em flecha, deixar os trabalhadores sem o salário é uma violência social inaceitável”.

“O BE solidariza-se com estes trabalhadores. O salário é devido aos trabalhadores, que dele necessitam para fazer a sua vida. Não pagar os salários e subsídios é atentatório da dignidade e dos direitos dos trabalhadores. Como tal, é urgente a intervenção da Autoridade para as Condições do Trabalho para a resolução urgente desta situação”, aponta o BE.

BE pergunta

O Grupo Parlamentar do BE dirigiu várias perguntas ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Entre outras, o BE quer saber “quando vai a Autoridade para as Condições do Trabalho intervir no Hotel Urban Braga?”, assim como se “a Autoridade para as Condições do Trabalho já efetuou alguma ação inspetiva no Hotel Urban Braga? Qual o resultado?”, dão nota.

Publicidade