E24
Maria João Petisqueira

Único restaurante português em Helsínquia atrai clientela fixa curiosa pelos sabores nacionais

Salada de polvo, francesinhas ou frango assado são alguns dos pratos típicos que compõem o menu da ‘Petiscaria’, o único restaurante português na Finlândia, que atrai uma “clientela fixa”, curiosa pelos sabores portugueses.

Instalado num mercado tradicional em Helsínquia desde 2017, a ‘Petiscaria’ recria o ambiente de uma tasca típica portuguesa, com azulejos a revestir o balcão e produtos como azeite ou conservas nas prateleiras, onde não faltam imagens do galo de Barcelos ou do Santo António.

petisqueira helsinki

O restaurante, da portuguesa Maria João Riobom e do finlandês Pekka Mesimäki, atrai uma “clientela fixa” aos almoços, mas é ao jantar que recebe um público mais curioso pela gastronomia portuguesa.

Quem são os clientes do restaurante português em Helsínquia

“São clientes que gostam de Portugal, que já viajaram ou querem viajar para Portugal, que gostam de saber sobre os produtos e os vinhos”, disse Maria João, a viver na capital finlandesa há 25 anos.

A ‘Petiscaria’ é o único restaurante português na Finlândia: “Somos os responsáveis por esta divulgação de Portugal”, comentou.

maria joao petisqueira

O ‘ex-libris’ da casa é o frango com piri-piri, mas o menu tem muitos outros pratos típicos, como salada de polvo, tábuas de queijos e enchidos ou feijoada à transmontana.

O que dizem os finlandeses do restaurante português em Helsínquia

“Os finlandeses gostam muito de picantes e de molhos, como o vinagrete, o molho verde [com salsa, coentros, cebola, limão] ou o piri-piri”, disse a proprietária.

O menu tem pratos de bacalhau, mas com algumas adaptações: “Eles acham que o bacalhau salgado tem um sabor muito forte, então usamos bacalhau fresco de muito boa qualidade e fazemos uma salga”.

petisqueira

Nas sobremesas, não faltam os pastéis de nata ou a aletria, que os clientes “acham muito exótico”.
Os proprietários também promovem noites de jazz e já organizaram espetáculos de fado e tunas, bem como cursos de culinária portuguesa.

“Queremos mostrar um Portugal mais moderno, onde houve uma evolução”, disse Maria João.

 

Publicidade