E24

Cinco dicas para uma decoração minimalista

Uma casa com decoração minimalista mais do que uma moda, é um reflexo das preocupações actuais! Afinal, trata-se de um estilo mais sustentável e com um forte statement anticonsumismo. Este estilo de decoração tem influências nórdicas, privilegiando a organização e arrumação, assim como uma filosofia mais desprendida – “less is more” – onde aquilo que se tem é aquilo que realmente (se) necessita.

Uma casa com decoração minimalista mais do que uma moda, é um reflexo das preocupações actuais! Afinal, trata-se de um estilo mais sustentável e com um forte statement anticonsumismo. Este estilo de decoração tem influências nórdicas, privilegiando a organização e arrumação, assim como uma filosofia mais desprendida – “less is more” – onde aquilo que se tem é aquilo que realmente (se) necessita.

Trata-se de um estilo mais clean, que permite às casas e divisões respirarem melhor. Além disso, uma das graves vantagens da decoração minimalista é que acabam por transmitir uma maior sensação de espaço, sendo perfeitas para casas mais pequenas. Assim sendo, confira as nossas dicas de decoração!

Ter o essencial e com propósito

Para começar, numa decoração minimalista não importa ter muito, como já referimos. Assim sendo, não se trata de ter muitas cadeiras sala jantar, mas sim aquelas que, realisticamente falando, precisa e usa, tendo em conta o número de pessoas que habita em casa, por exemplo.

Da mesma maneira, importa escolher os móveis tendo em conta a sua funcionalidade e utilidade. Se vê televisão, certamente vai precisar de um móvel tv. Contudo, se não tem esse costume, pode dispensar de considerar este recanto na sua sala substituindo-o, por exemplo, por um home office ou um cantinho para ler.

Cores minimalistas

Numa decoração minimalista, há uma preferência por tons e cores neutras. Nesse sentido, o branco ou o cinzento claro são os tons de eleição dos amantes do minimalismo. E, acredite, isso não significa aborrecimento numa divisão, bem pelo contrário! Como captam bem a luminosidade, estas cores acabam por ser muito estimulantes, contribuindo ainda para dar uma sensação de mais grandeza e espaço em qualquer espaço, independentemente de se tratar da cozinha, da casa de banho ou do quarto onde dorme.

Arrumação é tudo

Embora uma casa minimalista tenha, à partida, menos coisas, isso não significa que não sejam necessárias ou deixem de, efetivamente, existir “coisas” em casa. Note que da mesma maneira que não se trata de não ter, também não se trata de esconder os utensílios. Trata-se, sim, de os ter bem arrumados.

Assim sendo, numa casa minimalista, arrumação é uma prioridade. Isso significa apostar num bom sistema de organização. Nesse sentido, investir em móveis feitos à medida pode ser uma boa aposta, pois permite que o espaço seja usado ao máximo, optimizando-o.

Casas amigas do ambiente

Talvez pela sua inspiração nórdica, as casas de decoração minimalista têm uma pegada ecológica muito forte. E note que isso se pode refletir de várias formas. Desde ter muitas plantas distribuídas pela casa e nas mais variadas divisões, à escolha de materiais mais sustentáveis, como a madeira, o linho ou o algodão.

Arquitetura minimalista

Por último, tenha em conta que uma casa minimalista não se aplica apenas à decoração de interiores. Esta tendência pode também estender-se ao exterior, traduzindo-se numa casa de linhas rectas e simples, privilegiando as linhas geométricas. São casas com poucas ornamentações e de linhas retas e simples, que se caracteriza também pelas suas grandes janelas, para que possa aproveitar da luz natural ao máximo dentro de casa.

O que achou das nossas dicas, vai aplicar à sua casa?

Publicidade

error: O conteúdo está protegido!!