E24

Previsão de chuva de estrelas cadentes para 12 e 13 agosto. Prepare-se para um espetáculo celestial

O céu noturno está prestes a ganhar vida com um espetáculo deslumbrante. As Perseidas, a famosa chuva de meteoros que ilumina os céus todas as noites de verão, está a aproximar-se do seu auge.

De acordo com informações apuradas pelo E24, os dias de 12 e 13 de agosto serão os momentos mágicos para observar esse fenómeno celestial. Desde que as nuvens não atrapalhem, os observadores sortudos terão a oportunidade de testemunhar um espetáculo verdadeiramente único.

Embora o ápice deslumbrante ocorra nesses dois dias, o espetáculo celeste se desenrola-se até 24 de agosto. Durante esse período, uma janela de oportunidade se abre para avistar as conhecidas estrelas cadentes. Olhando para o ponto radiante – o local de onde as Perseidas parecem emanar, situado na constelação de Perseus – os entusiastas do espaço podem testemunhar um aumento gradativo no número de meteoros visíveis à medida que o ponto radiante se eleva no firmamento.

De acordo com informações fornecidas pela NASA, as Perseidas têm origem no cometa 109P/Swift-Tuttle, que leva 133 anos para completar uma órbita ao redor do sol.

Este fenómeno celestial ocorre quando a Terra cruza o caminho dos fragmentos deixados pelo cometa em suas passagens anteriores. À medida que esses fragmentos penetram na atmosfera terrestre, estes inflamam, criando um espetáculo de luz e movimento que é frequentemente comparado ao brilho de uma estrela cadente.

A descoberta das origens das Perseidas remonta a 1865, quando o astrónomo italiano Giovanni Schiaparelli identificou o cometa Swift-Tuttle como a fonte desse espetáculo cósmico. Desde então, o cometa fez sua última visita à parte interna do sistema solar em 1992, deixando sua marca luminosa nos céus noturnos.

Portanto, marque seus calendários e prepare-se para uma experiência celestial inesquecível nos dias 12 e 13 de agosto, quando as Perseidas estiverem em seu auge. Uma oportunidade única para testemunhar a magia das estrelas cadentes e se conectar com o vasto universo além de nossos olhos.

Publicidade