E24
jacintos

Esposende: Jacintos levam Bloco de Esquerda a apelar à ação

Foz do Cávado em Esposende testemunhou nova presença massiva de jacintos-de-água, uma espécie invasora que há muito ameaça os ecossistemas aquáticos da região.

O Bloco Esquerda (BE) de Esposende levantou a bandeira da preocupação, sugerindo “que os esforços de prevenção e combate a essa praga invasora têm sido insuficientes ou que são necessários mais recursos para lidar com o problema”.

Segundo o BE os jacintos-de-água, concentram-se na Lagoa de Caíde, em Barcelos, e têm vindo a causar problemas na Foz do Cávado. O BE reforçou a necessidade de concentrar esforços em Barcelos e pediu a implementação de um plano de ação para o controlo e monitorização da espécie invasora.

O BE destacou a Resolução 13/2020 da Assembleia da República, que recomenda ao Governo a criação de um plano nacional de controlo da espécie invasora jacinto-de-água.

O partido está agora a apelar para que a Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado) e os Municípios de Barcelos e Esposende unam esforços na execução deste plano, priorizando a remoção dos jacintos-de-água e a restauração dos ecossistemas afetados.

Os bloquistas de Esposende também propõe campanhas de sensibilização para informar o público sobre os riscos que esta espécie representa para os ecossistemas locais. Além disso, sugere “a aquisição de maquinaria especializada para o controlo e remoção dos jacintos-de-água nas massas de água da região”.

 

 

Publicidade