E24
hospital barcelos

Esposende: OE deixa de fora novo Hospital e Bloco de Esquerda perde a paciência

A população das cidades de Esposende e Barcelos, composta por 154 mil habitantes, enfrenta uma promessa adiada por décadas: a construção de um novo hospital para atender às suas necessidades de cuidados de saúde.

O Bloco de Esquerda de Esposende voltou a relembrar o processo de cariz “escandaloso”.

“Apesar das reiteradas promessas e reconhecimento da urgência dessa necessidade, o Orçamento do Estado, uma vez mais, não incluiu qualquer verba para o novo hospital, decepcionando a comunidade”, afirma o Bloco de Esquerda através de nota de Manuel Gomes Pereira.

O líder bloquista de Esposende frisa que o Hospital de Barcelos, apesar da qualidade dos serviços prestados por sua equipa de profissionais, sofre “com sérias limitações estruturais devido a seu antigo e inadequado edifício, localizado no centro da cidade, cercado pelo recinto de feira e pelo pavilhão desportivo, o que dificulta o tráfego”.

“Relatórios de Gestão e Contas, incluindo o de 2016, destacam as limitações do hospital atual e enfatizam a necessidade premente de um novo hospital. Em 2017, o Bastonário da Ordem dos Médicos ressaltou a necessidade de um novo hospital, chamando a estrutura física existente de ultrapassada”, diz Manuel Gomes Pereira.

Em 2018, o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde enfatizou a importância da construção do novo hospital em Barcelos.

“No entanto, essa demanda tem sido ignorada pelos governos, tanto do Partido Socialista como do Partido Social Democrata, ao longo dos anos“, lembra o BE de Esposende.

“Em 2006, uma grande manifestação reuniu milhares de residentes de Esposende e Barcelos, demonstrando o apoio da comunidade à construção do novo hospital. Em 2007, foi aprovado o projeto funcional do hospital, e em 2008, a maquete do novo edifício foi apresentada. Em 2018, sob a proposta do Bloco de Esquerda, foram aprovados concursos para a construção do novo hospital”, lembra o bloquista.

Em 2020, o então presidente da Câmara de Barcelos, anunciou a promessa de início de construção, mas a questão continua sem resolução. Em janeiro de 2022, o Ministro da Administração Interna afirmou que o novo hospital se tornaria uma realidade em breve, com verba já alocada no orçamento da saúde.

Agora, em outubro de 2023, o projeto funcional do hospital foi entregue, resultado de esforços da Comissão de Acompanhamento. As autoridades locais estão mobilizadas para colocar esta questão em destaque na política, com um amplo apoio à construção do novo hospital, mas o projeto continua apenas a ser…um projeto.

O Bloco de Esquerda de Esposende promete “continuar a lutar por essa reivindicação justa e, no âmbito parlamentar, propõe a inclusão de verbas para a construção do novo hospital de Esposende/Barcelos no Orçamento do Estado, desafiando outros partidos a votar de acordo com suas promessas eleitorais”.

“A população espera ansiosamente por uma solução para suas necessidades de cuidados de saúde, e a demora é vista como uma falta de comprometimento político com seu bem-estar”, vaticina o BE.

Publicidade