E24
domingos Sousa e João Porfírio Oliveira

Minho: Domingos Sousa em Braga e João Oliveira em Viana. Eis os novos diretores das ULS

Domingos Sousa, ex-diretor do ACES Cávado I em Braga, e João Porfírio Oliveira, ex-diretor do Hospital de Braga, são os novos nomes para liderar as Unidades Locais de Saúde de Braga e do Alto Minho.

Domingos Sousa era o diretor executivo do ACES Cávado I, ficando agora como diretor Hospital de Braga, que ganha o nome de Unidade Local de Saúde de Braga (ULSB) com a junção do Hospital de Braga e dois Agrupamentos de Centros de Saúde,.

Aliás, Domingos Sousa vai ter no conselho de administração o ex-diretor do antigo Hospital de São Marcos, Américo Afonso, indicado pelas câmaras municipais de Braga, Amares, Vila Verde, Terras de Bouro, Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho.

A ULS de Braga, que servirá aproximadamente 317.766 utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) nos concelhos de Amares, Braga, Póvoa do Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, tem como objetivo articular todos os níveis de cuidados, incluindo o Hospital e as unidades de cuidados primários, continuados ou de proximidade.

Já em Viana do Castelo, que já tem o modelo da ULS a funcionar já há alguns anos, o novo diretor da ULSAM será João Porfírio Oliveira, precisamente o ex-diretor do Hospital de Braga.

Recorde-se que Vitor Herdeiro recusou o convite para liderar a ULSAM depois de alegadas divergências na constituição da equipa que o iria acompanhar na direção.

Licenciado em Matemáticas Aplicadas e Pós-Graduado em Administração e Gestão da Saúde pela Universidade Lusíada, João Porfírio Oliveira é, desde setembro de 2019, o diretor do Hospital de Braga.

Entre 2016 e 2019, por nomeação do Governo, João Porfírio Oliveira torna-se Presidente do Conselho de ​Administração do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD).

Recorde-se que o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, expressou a sua posição sobre o novo modelo, afirmando que não é “opositor do modelo de ULS”, embora destaque a importância dos protagonistas, meios disponíveis e métodos de gestão para o seu sucesso.

A presença das autarquias na administração da ULS foi salientada como um fator positivo por Rio, visando a transparência da gestão e o envolvimento da comunidade.

Publicidade