E24

Há um sítio em Esposende onde não há chuva e vento e é uma “Boaventura”

A reabertura da Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura, em Esposende, fica marcada por uma forte dinâmica e elevada procura, neste período de verão.

Inaugurada no passado dia 25 de junho, após obras de requalificação do edifício da centenária Casa do Arco, a Biblioteca Municipal tem registado uma afluência intensa, tanto para leitura e pesquisa presenciais, como ao nível dos empréstimos domiciliários.

Esta Biblioteca Municipal conta com uma assinalável procura, sobretudo no que se refere aos empréstimos domiciliários.

“A evolução dos empréstimos domiciliários na biblioteca municipal é um dos indicadores relevantes dos serviços prestados, pelo que a análise dos dados registados tendo por base o mês de agosto, permite afirmar que a Biblioteca Municipal de Esposende regista valores superiores ao período pré pandemia”, afirma a autarquia em nota de imprensa.

Comparando com 2021, os empréstimos quase triplicaram. Realce também a afluência presencial diária de leitores/investigadores na “nova” Biblioteca, que se apresenta agora com uma imagem totalmente renovada, com novo mobiliário e diferente funcionalidade dos espaços, mais luminosa e funcional.

“Há mais 110 metros quadrados de área de acesso público, totalizando 96 lugares sentados para consulta e trabalhos, bem como 20 lugares de leitura informal, além do auditório de 60 lugares”, convida o Município.

No rés-do-chão, além de um amplo espaço de acolhimento e receção, situa-se a da sala de leitura geral e um espaço dedicado aos jovens.

“Referência para uma nova sala para consulta e leitura de revistas e jornais, a hemeroteca, com destaque para um painel digital em exclusivo para consulta da Biblioteca Digital – AQUALIBRI”, aponta ainda a nota de imprensa.

No primeiro piso, foi instalada uma mediateca, espaço renovado de multimédia, uma zona de trabalhos de grupo e um espaço de jogos de tabuleiro para empréstimo ou utilização. A sala de leitura geral do primeiro andar foi também ampliada, passando a dispor de 40 lugares, agradavelmente dispostos sob a luz da claraboia existente.

No espaço infantil, também no primeiro andar, situam-se as duas salas leitura e conto, mas agora só com livros para os mais pequenos, já que a literatura juvenil está agora junto da literatura geral, mais vocacionada para adultos. Além de tudo, entre o espaço infantil e adulto, há um pequeno pátio já existente é agora acessível ao público e permite usufruir de uma leitura ao ar livre.

“Volvidos 30 anos da sua inauguração na Casa do Arco, a Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura reinventa-se, indo ao encontro às necessidades do mundo contemporâneo, sem esquecer a individualidade da comunidade esposendense que serve, preservando o seu património local e partilhando memórias”, destaca a autarquia.

 

Publicidade

error: O conteúdo está protegido!!