E24

PSP registou cerca de 2.300 ocorrências criminais nas escolas no último ano letivo

A PSP registou cerca de 3.300 ocorrências nas escolas, 2.300 das quais criminais, durante o último ano letivo, um aumento em relação aos últimos dois anos, marcados por confinamentos provocados pela pandemia de covid-19, avançou hoje aquela força.

Os dados da Polícia de Segurança Pública foram divulgados no dia em que começa o ano letivo 2022/2023 e em que a PSP garante que vai dedicar “especial atenção” à segurança das 3.100 escolas, envolvendo um total de 150.000 professores e pessoal não docente e mais de 900.000 alunos.

Em comunicado, a PSP refere que, no ano letivo de 2021/2022, registou cerca de 3.300 ocorrências em ambiente escolar, sendo 2.300 criminais e 1.000 não criminais, valores inferiores aos dos últimos anos letivos antes do início da pandemia, em 2019.

Aquela força de segurança ressalva que os dados do último ano letivo ainda não estão todos consolidados, uma vez que terminou oficialmente a 31 de agosto.

A PSP sublinha que no âmbito da Escola Segura, que este ano completa 30 anos de existência, é direciona especial atenção para as imediações das escolas, nomeadamente nos percursos dos alunos, professores e funcionários.

Além das equipas do programa Escola Segura, com polícias especificamente formados para concretizar o policiamento de proximidade em ambiente escolar, a PSP mobiliza e complementa a sua atividade com as restantes valências operacionais, como sejam equipas de policiamento auto, fiscalização de trânsito e segurança rodoviária e de investigação criminal, de acordo com aquela polícia.

A PSP precisa que estas equipas têm como prioridade “visibilidade e proximidade”, “prevenção de ilícitos criminais” e “informação e sensibilização da comunidade escolar, por intermédio das interações grupais em ambiente escolar”.

Em cada ano letivo, a PSP realiza cerca de 13.500 ações de sensibilização e de prevenção criminal, abrangendo cerca de 400.000 alunos dos diversos graus do ensino público e privado não universitário.

A PSP salienta que os desafios do ano letivo que hoje começa são reforçar os comportamentos de condutores e peões, retomar em pleno as ações de informação e sensibilização à comunidade escolar, continuar a apoiar a comunidade escolar na deteção de sinais de vitimização (tanto em ambiente físico como virtual), incentivar o mediato reporte à PSP para imediata verificação e manter a capacidade de identificar o mais precocemente possível situações de cyberbullying.

A PSP dá ainda conta do email escolasegura@psp.pt para denúncia de crimes e esclarecimento de questões relacionadas com a segurança nas escolas.

 

Publicidade

error: O conteúdo está protegido!!