E24
PS Braga legislativas

Braga: Eis a lista rosa às legislativas mas PS distrital continua em modo “divido”

A lista do PS às legislativas pelo círculo de Braga parece que estará já aprovada, mas as divergências são muitas e há quem tenha ameaçado não receber o PS em alguns concelhos.

José Luís Carneiro, derrotado por Pedro Nuno Santos “nas internas” do PS nacional e natural de Baião, volta a ser o cabeça de lista candidato por Braga. Também o número dois sairá a mando dos lugares nacionais e em número três surge Pedro Sousa, filho de Vitor Sousa e atual líder em Braga dos Socialistas.

Nomes como Joaquim Barreto, o homem “por detrás da sombra” em Braga, Palmira Maciel, deputada e umas das socialistas mais respeitadas internamente em Braga e no país, e Hugo Pires, atual secretário de Estado do Ambiente, estão fora da lista que tem em quarto lugar Ricardo Costa, do lobbie das Taipas e que tem vindo roubar protagonismo a Luís Soares.

Em quarto lugar surge Irene Costa, que tem uma subida interna no distrito passando do anterior 11º para 4º da lista e mostrando a importância de Vizela no xadrez rosa.

Seguem-se Gilberto Anjos, da Póvoa de Lanhoso, Eduardo Oliveira, de Vila Nova de Famalicão, e Vânia Cruz, líder das mulheres socialistas de Braga e natural de Vieira do Minho.

Apesar de ser uma das maiores concelhias, Nuno Martins, de Barcelos, surge em 10º lugar, pois o 9º lugar será ocupado por alguém mandatado de fora do distrito de Braga.

Em 11º lugar surge Joana Santos, de Celorico de Basto, e Pompeu Martins, de Fafe, em 12º lugar. O filho de Joaquim Barreto, Nuno, surge em 13º.

Seguem-se Susana Valente (Vila Verde), Hugo Teixeira (JS Guimarães), Marta Maranhão (Esposende), Pedro Costa (Amares), Anabela Alves (Terras de Bouro), e Susana Nunes (Guimarães) encerra a lista.

A noite da votação não foi pacífico, e até houve lugar a dois comunicados, um da Mesa da Comissão Política Distrital a adiar a reunião para a próxima segunda feira, para fecharem a lista completa depois de saberem os nomes que Lisboa vai enviar. Outro comunicado, assinado pelo presidente da Distrital, Frederico Castro, a confirmar a lista de deputados de Braga do PS – mas sem nomes – afirma que  “foi aprovada por larga maioria” para ser confirmada pelos Órgãos Nacionais.

Durante a reunião do PS vários elementos abandonaram a sala em discordo como os trabalhos estavam a ser conduzidos. Também a Mesa da Assembleia Distrital saiu por entender que não havia condições para votação, mas a reunião seguiu  já sem a presença do órgão.

PS Braga frederico

Publicidade