E24
Cim Cavado

CIM Cávado aprofunda parcerias internacionais em prol do território

Amares recebeu a reunião ordinária do Conselho Intermunicipal (CI) da Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado) que juntou os seis municípios associados, e onde foram dados passos importantes para o trabalho de cooperação internacional que tem sido desenvolvido nos últimos anos.

Foi aprovado por unanimidade a adesão desta entidade ao forum European Metropolitan Authorities (EMA), reconhecendo o papel decisivo das áreas metropolitanas, regiões e cidades no desenvolvimento eficiente das políticas a nível local, regional, nacional e europeu, bem como a integração no consórcio internacional “Smart Atlântico”.

Tendo presente o trabalho desenvolvido pela CIM Cávado, o aprofundamento das parcerias internacionais, configuram oportunidades de futuro na constituição de novas sinergias e oportunidades de implementação de novos projetos.

Note-se que o Cávado, foi uma das regiões portuguesas escolhidas pela União Europeia para o combate às alterações climáticas, no alinhamento e contributo aos objetivos do Pacto Ecológico Europeu e da Estratégia para a Adaptação às Alterações Climáticas.

Com participação ativa em diversos fóruns europeus, tais como, o Grupo de Coordenação do Pacto Rural da Comissão Europeia, do TCLF- Pacto das Competências nas Indústrias Europeias do Têxtil, Vestuário, Couro e Calçado ou com a candidatura NBRACER – Nature Based Solutions for Atlantic Regional Climate Resilience, financiada pelo programa Horizon.

Estas redes de cooperação são importantes na partilha de preocupações, como o desemprego, a pobreza, a falta de habitação a preços acessíveis, os problemas de mobilidade e a poluição atmosférica e cujos desafios exigem uma abordagem supra-local, e, sobretudo, para encontrar parceiros em futuras candidaturas a projetos europeus cujo objetivo seja a promoção do bem-estar, inovação e produtividade.

Neste contexto, o principal objetivo da EMA é proporcionar um forum de discussão sobre os desafios da governação europeia e definição das bases para uma parceria comum.

Desde 2015, a EMA tem vindo a debater e a trabalhar em torno da política de coesão, do emprego e dos direitos sociais, da mobilidade sustentável e dos transportes com regiões como Barcelona, Varsóvia, Lyon, entre muitos outros.

Nesta reunião, foi ainda aprovada, a assinatura do Protocolo “Smart Atlântico”, com a Associação Empresarial de Portugal, Municípios de Ourense, Pontevedra e Xunta de Galicia cujo objetivo é promover a criação da entidade de colaboração transfronteiriça “Comunidade de Traballo Smart City Atlántico”.

Esse grupo de trabalho, pretende estabelecer uma rede de cooperação que promova as novas tecnologias como forma de gestão eficiente de uma ampla variedade de serviços e entidades, aprofundar a colaboração público-privada para a inovação com o envolvimento de empresas tecnológicas do ecossistema da inovação e propondo projetos conjuntos a Fundos Europeus.

Nesta matéria, Ricardo Rio, Presidente do CI da CIM Cávado destaca a “excelente oportunidade para partilhar com as regiões europeias a forma como o Cávado está a enfrentar os desafios que são comuns e criar sinergias para ações em conjunto.

Apostar nas redes, inovação e sustentabilidade são caminhos de futuro.”

Publicidade