E24
saude barcelos e esposende

Cávado: Barcelos e Esposende assinam compromisso “pela saúde”

Os autarcas de Barcelos e Esposende, em conjunto com os responsáveis locais do ACES e Hospital de Barcelos, assinaram a carta de compromisso do plano local de saúde até 2030.

O presidente da Câmara de Barcelos, Mário Constantino Lopes, o presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, o Presidente do Conselho de Administração do Hospital Santa Maria Maior, Joaquim Barbosa, e o Diretor Executivo do ACES Barcelos/Esposende, Fernando Ferreira, estiveram juntos e deixaram no papel essa vontade em ter uma “uma melhor saúde” para a região, mas ainda sem hospital novo.

“O Plano Local de Saúde é um documento estratégico que representa a materialização do nosso compromisso em promover a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida da população de Barcelos e Esposende, contribuindo para a construção de uma comunidade mais saudável, sustentável e resiliente”, lê-se no parágrafo de introdução subscrito pelos representantes daquelas quatro entidades.

“Nós, ACES Cávado III – Barcelos/Esposende, Hospital Santa Maria Maior (HSMM) e Municípios de Barcelos e Esposende, assumimos o compromisso conjunto de desenvolver, até 2030, os nossos melhores esforços em torno dos objetivos deste Plano, implementando estratégias de Promoção e Proteção da Saúde e de Prevenção da Doença e estimulando a ampla participação da população e das instituições da comunidade”, lê-se ainda.

Carta de Compromisso

Ao assinar esta “Carta”, os signatários comprometem-se “a promover a implementação efetiva das estratégias, mobilizando recursos e competências, quando necessário”.

“Integrar, sempre que possível, as ações e políticas de saúde locais nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, contribuindo para metas globais mais sustentáveis, e estimular a colaboração multissectorial, através de parcerias entre setores, reconhecendo a interconexão entre a saúde e os diversos determinantes sociais”, acrescenta o documento.

De igual modo, comprometem-se ainda a “assegurar o acesso a cuidados de saúde de qualidade, promovendo a equidade e a universalidade dos mesmos”

“E a fortalecer a participação ativa da comunidade na definição e implementação de ações e políticas de saúde, respeitando a diversidade das necessidades locais”, vaticina o documento.

No final do documento, concluem que “assinamos este compromisso em testemunho da nossa dedicação à melhoria contínua dos cuidados de saúde e à promoção da saúde e bem-estar da nossa comunidade”.

Publicidade